O governo alemão ainda não havia liberado o regulamento de homologação do carro autônomo. apesar de existir uma legislação prévia desde junho do ano passado.

Assim, a precificação continuava pendente. Nível 3 tem limitações como velocidade máxima de 65 km/h. E a separação física de fluxo e contrafluxo de trânsito.

Acidente com o Carro Autônomo

A poucos dias atrás. O carro autônomo Volvo XC90  de nível 4 operado pela empresa de serviços de mobilidade Uber se envolveu em um acidente fatal no Estado do Arizona, EUA. Uma mulher a pé, empurrando uma bicicleta, não foi detectada previamente.

Foi atingida pelo carro a 60 km/h.  Fora da faixa de pedestres numa avenida da cidade de Tempe cujo limite era de 70 km/h. O que  resultou em enorme problema e abriu grande debate sobre segurança dessa tecnologia.

O nível 4 de autonomia, quando chegar a mercado. Libera totalmente o motorista de dirigir ou mesmo supervisionar a condução do veículo. Porém, nos testes é exigido pelo menos um técnico ao volante.

No caso do Uber a câmera de bordo registrou sua distração. Um segundo técnico ajudava na primeira fase. Mas com boa evolução ele foi dispensado. O desenvolvedor toma essa decisão, mas ao que parece o sistema do Uber é o menos confiável de todos.

Quem é o culpado?

Divisão Waymo, do Google, afirmou que seus algoritmos mais robustos já permitem eliminar qualquer supervisão nos testes e esse acidente não aconteceria.

Por outro lado, a fabricante de radar e câmeras Aptiv garante que os equipamentos instalados no XC90 funcionavam perfeitamente.  e que culpado seria o Uber. Que teria desligado a interface original com o carro para utilizar seus próprios controles.

Reação mais dura veio de Keith Crain. Que é dono e editor da respeitada publicação americana Automotive News. Para ele, testes de tecnologias não maduras fora de campos de prova deveriam ser proibidos.

Também questionou a demanda e o preço do equipamento. Mesmo que ele reconhece o enorme potencial de avanço para segurança do trânsito.

Suspensão dos testes em ruas e estradas

Além do Uber, fabricantes como a Toyota decidiram suspender seus testes em ruas e estradas dos EUA. O governo do Arizona, o mais liberal dos estados americanos quanto aos autônomos, anunciou nesta segunda-feira a interrupção das autorizações.

Há forte movimento no Congresso dos EUA para regulamentar todo o ecossistema dessa tecnologia, desde testes, homologações, comercialização e, em especial, as responsabilidades sobre eventuais acidentes.

Na realidade, enquanto o NTSB (em inglês, Conselho Nacional de Segurança nos Transportes) não concluir análises independentes é prematuro prever qual o atraso decorrente do lamentável acidente. Os mais realistas acreditam em três anos ou mais. Afinal, o otimismo se mostrou superior aos problemas reais.

Os clientes também podem desanimar frente ao debate principal: erro humano é mais aceitável que o de máquinas, mesmo essas colaborando para um trânsito mais seguro? Há de se achar aí o meio-termo, mas a tecnologia deve prevalecer.

Fonte: Fernando Calmon. omecanico.com.br. Acessado em 4 de março de 2018. ” Alta Roda | Autônomos Mais Distantes ”

Como é um Taxi Voador?

o lançamento do Táxi Voador estar confirmado pela Airbus, outras aeronaves elétricas sem a necessidade de alguém para pilotar estão para sair do papel também, e certamente vão alterar o conceito que temos hoje sobre a mobilidade urbana ideal, é o caso da E-volo, empresa alemã

ler mais

Como é a escada rolante que fica dentro de um dragão?

Quem poderia imaginar construir uma escada rolante dentro de um dragão?  Pode parecer estranho, mas, acreditem que essa ideia só poderia vir da China.A China é um dos países onde tudo acontece, basta acessar a internet e ler dezenas de acontecimentos diários que podem ser classificados desde bizarros até fantásticos

ler mais

Quais são os todos os tipos de freios que existem e como eles funcionam?

Os freios têm o objetivo principal em diminuir a velocidade até a completa estagnação, estando entre os componentes mais importantes no mecanismo de cada carro. No entanto, os tipos de freios para cada carro são diferentes conforme o fabricante e o modelo, por isso, se está pensando em trocar de veículo é interessante

ler mais

Quando trocar os amortecedores?

Viajar com segurança significa levar o carro ao Centro Automotivo para manutenções preventivas. Visto que consertar antes de quebrar ou falhar, diminui a chance de sofrer acidentes, e sempre sai mais barato. Inclusive os amortecedores. quanto aos amortecedores trocar quando? A expectativa de vida útil dos amortecedores

ler mais

Quais são as vantagens do Elevador Automotivo Hidráulico?

Embora o mercado de trabalho esteja caminhando a passos lentos, tem gente aproveitando para sair do “marasmo” e prosseguir com suas próprias pernas deixando a obrigatoriedade de funcionário para trás, avançando para o patamar de Empresário em um dos segmentos que...

ler mais

Maio Amarelo, Nós somos o Trânsito

Depois do sucesso dos movimentos Outubro Rosa (em prevenção ao câncer de mama) e Novembro Azul (prevenção do câncer de próstata), vem aí o Maio Amarelo, cujo símbolo é um fitilho amarelo usado na lapela. Trata-se de um movimento internacional de mobilização e conscientização para a redução de acidentes e para um …

ler mais

Como aumentar o número de clientes com a Ruidcar

O sonho de toda oficina mecânica não importa o tamanho, é faturar muito. E ter lista de espera de clientes que aguardam uma vaga para consertar o carro. Com a Ruidcar, você irá conseguir esse sonho para você facilmente. Esse sonho parece possível para você? Ter uma carteira de clientes tão grande aguardando pelos …

ler mais

Localise um cliente no Tocantins

Elevador Hidráulico é 2e4 Rodas   NOME DA TABELA CLIENTE EMPRESA PRODUTO SETOR DESCRICAO CIDADE ESTADO TELEFONE CORDENADAS ICON DADOS OUTROS DADOS COORDENADAS2 google maps 2e4rodas CASA DO OXIGãNIO CASA DO OXIGãNIO DEQ4200A, MONTA CARGA ELEVADOR ELEVADOR HIDRAULICO...

ler mais

Nota

Imagens meramente ilustrativas.

Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da marca 2e4 Rodas Equipamentos Automotivos ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público.

Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato).

O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito.

Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários.

Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.

Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados.

Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade.

Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual ou certificado de garantia.

Nota de rodape

The first auto accident, what will happen now?

The German government had not yet released the approval regulation for the autonomous car. despite previous legislation since June last year.

Thus, the pricing was still pending. Level 3 has limitations as top speed of 65 km / h. And the physical separation of flow and counterflow of traffic.

Accident with the Autonomous Car

A few days ago. The Volvo XC90 level 4 stand-alone car operated by Uber mobility services company was involved in a fatal accident in the state of Arizona, USA. A woman walking, pushing a bicycle, has not been detected previously.

It was hit by the car at 60 km / h. Out of the pedestrian strip in a avenue of the city of Tempe whose limit was of 70 km / h. This resulted in a huge problem and opened up great debate about the security of this technology.

Level 4 of autonomy, when it reaches the market. Completely releases the driver from driving or even supervising the driving of the vehicle. However, at least one technician at the wheel is required in the tests.

In Uber’s case the on-board camera recorded its distraction. A second coach helped in the first round. But with good evolution he was dismissed. The developer makes that decision, but it seems the Uber system is the least reliable one.

Who is to blame?

Google’s Waymo said that its more robust algorithms already allow to eliminate any supervision in the tests and this accident would not happen.

On the other hand, the manufacturer of radar and cameras Aptiv ensures that the equipment installed in the XC90 worked perfectly. and how guilty Uber would be. That would have turned off the original interface with the car to use its own controls.

Harder reaction came from Keith Crain. Who owns and publishes the respected American publication Automotive News. For him, tests of non-mature technologies outside test fields should be banned.

He also questioned the demand and price of the equipment. Even though he recognizes the tremendous potential of advancement for traffic safety.

Suspension of tests on streets and roads

In addition to Uber, manufacturers like Toyota have decided to suspend their testing on US roads and highways. The government of Arizona, the most liberal of the American states as for the autonomous ones, announced on Monday the interruption of the authorizations.

There is a strong movement in the US Congress to regulate the entire ecosystem of this technology, from testing, approvals, marketing and, in particular, responsibility for possible accidents.

In fact, as long as the NTSB does not complete independent analysis, it is premature to predict the delay due to the unfortunate accident. The most realistic believe in three years or more. After all, optimism proved superior to real problems.

Customers can also be discouraged in the face of the main debate: Is human error more acceptable than machinery, even those collaborating for safer traffic? The middle ground must be found there, but technology must prevail.

Source: Fernando Calmon. Powered by Blogger. Accessed March 4, 2018. “High Wheel | More Independent Autonomous”

O governo alemão ainda não havia liberado o regulamento de homologação do carro autônomo. apesar de existir uma legislação prévia desde junho do ano passado.

Assim, a precificação continuava pendente. Nível 3 tem limitações como velocidade máxima de 65 km/h. E a separação física de fluxo e contrafluxo de trânsito.

Acidente com o Carro Autônomo

A poucos dias atrás. O carro autônomo Volvo XC90  de nível 4 operado pela empresa de serviços de mobilidade Uber se envolveu em um acidente fatal no Estado do Arizona, EUA. Uma mulher a pé, empurrando uma bicicleta, não foi detectada previamente.

Foi atingida pelo carro a 60 km/h.  Fora da faixa de pedestres numa avenida da cidade de Tempe cujo limite era de 70 km/h. O que  resultou em enorme problema e abriu grande debate sobre segurança dessa tecnologia.

O nível 4 de autonomia, quando chegar a mercado. Libera totalmente o motorista de dirigir ou mesmo supervisionar a condução do veículo. Porém, nos testes é exigido pelo menos um técnico ao volante.

No caso do Uber a câmera de bordo registrou sua distração. Um segundo técnico ajudava na primeira fase. Mas com boa evolução ele foi dispensado. O desenvolvedor toma essa decisão, mas ao que parece o sistema do Uber é o menos confiável de todos.

Quem é o culpado?

Divisão Waymo, do Google, afirmou que seus algoritmos mais robustos já permitem eliminar qualquer supervisão nos testes e esse acidente não aconteceria.

Por outro lado, a fabricante de radar e câmeras Aptiv garante que os equipamentos instalados no XC90 funcionavam perfeitamente.  e que culpado seria o Uber. Que teria desligado a interface original com o carro para utilizar seus próprios controles.

Reação mais dura veio de Keith Crain. Que é dono e editor da respeitada publicação americana Automotive News. Para ele, testes de tecnologias não maduras fora de campos de prova deveriam ser proibidos.

Também questionou a demanda e o preço do equipamento. Mesmo que ele reconhece o enorme potencial de avanço para segurança do trânsito.

Suspensão dos testes em ruas e estradas

Além do Uber, fabricantes como a Toyota decidiram suspender seus testes em ruas e estradas dos EUA. O governo do Arizona, o mais liberal dos estados americanos quanto aos autônomos, anunciou nesta segunda-feira a interrupção das autorizações.

Há forte movimento no Congresso dos EUA para regulamentar todo o ecossistema dessa tecnologia, desde testes, homologações, comercialização e, em especial, as responsabilidades sobre eventuais acidentes.

Na realidade, enquanto o NTSB (em inglês, Conselho Nacional de Segurança nos Transportes) não concluir análises independentes é prematuro prever qual o atraso decorrente do lamentável acidente. Os mais realistas acreditam em três anos ou mais. Afinal, o otimismo se mostrou superior aos problemas reais.

Os clientes também podem desanimar frente ao debate principal: erro humano é mais aceitável que o de máquinas, mesmo essas colaborando para um trânsito mais seguro? Há de se achar aí o meio-termo, mas a tecnologia deve prevalecer.

Fonte: Fernando Calmon. omecanico.com.br. Acessado em 4 de março de 2018. ” Alta Roda | Autônomos Mais Distantes ”

Como é um Taxi Voador?

Como é um Taxi Voador?

o lançamento do Táxi Voador estar confirmado pela Airbus, outras aeronaves elétricas sem a necessidade de alguém para pilotar estão para sair do papel também, e certamente vão alterar o conceito que temos hoje sobre a mobilidade urbana ideal, é o caso da E-volo, empresa alemã

ler mais
Como é a escada rolante que fica dentro de um dragão?

Como é a escada rolante que fica dentro de um dragão?

Quem poderia imaginar construir uma escada rolante dentro de um dragão?  Pode parecer estranho, mas, acreditem que essa ideia só poderia vir da China.A China é um dos países onde tudo acontece, basta acessar a internet e ler dezenas de acontecimentos diários que podem ser classificados desde bizarros até fantásticos

ler mais

Nota

Imagens meramente ilustrativas.

Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da marca 2e4 Rodas Equipamentos Automotivos ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público.

Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato).

O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito.

Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários.

Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.

Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados.

Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade.

Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual ou certificado de garantia.

Nota de rodape

The first auto accident, what will happen now?

The German government had not yet released the approval regulation for the autonomous car. despite previous legislation since June last year.

Thus, the pricing was still pending. Level 3 has limitations as top speed of 65 km / h. And the physical separation of flow and counterflow of traffic.

Accident with the Autonomous Car

A few days ago. The Volvo XC90 level 4 stand-alone car operated by Uber mobility services company was involved in a fatal accident in the state of Arizona, USA. A woman walking, pushing a bicycle, has not been detected previously.

It was hit by the car at 60 km / h. Out of the pedestrian strip in a avenue of the city of Tempe whose limit was of 70 km / h. This resulted in a huge problem and opened up great debate about the security of this technology.

Level 4 of autonomy, when it reaches the market. Completely releases the driver from driving or even supervising the driving of the vehicle. However, at least one technician at the wheel is required in the tests.

In Uber’s case the on-board camera recorded its distraction. A second coach helped in the first round. But with good evolution he was dismissed. The developer makes that decision, but it seems the Uber system is the least reliable one.

Who is to blame?

Google’s Waymo said that its more robust algorithms already allow to eliminate any supervision in the tests and this accident would not happen.

On the other hand, the manufacturer of radar and cameras Aptiv ensures that the equipment installed in the XC90 worked perfectly. and how guilty Uber would be. That would have turned off the original interface with the car to use its own controls.

Harder reaction came from Keith Crain. Who owns and publishes the respected American publication Automotive News. For him, tests of non-mature technologies outside test fields should be banned.

He also questioned the demand and price of the equipment. Even though he recognizes the tremendous potential of advancement for traffic safety.

Suspension of tests on streets and roads

In addition to Uber, manufacturers like Toyota have decided to suspend their testing on US roads and highways. The government of Arizona, the most liberal of the American states as for the autonomous ones, announced on Monday the interruption of the authorizations.

There is a strong movement in the US Congress to regulate the entire ecosystem of this technology, from testing, approvals, marketing and, in particular, responsibility for possible accidents.

In fact, as long as the NTSB does not complete independent analysis, it is premature to predict the delay due to the unfortunate accident. The most realistic believe in three years or more. After all, optimism proved superior to real problems.

Customers can also be discouraged in the face of the main debate: Is human error more acceptable than machinery, even those collaborating for safer traffic? The middle ground must be found there, but technology must prevail.

Source: Fernando Calmon. Powered by Blogger. Accessed March 4, 2018. “High Wheel | More Independent Autonomous”